Imprimir

A conversão do apóstolo Paulo

Escrito por secretaria. Posted in Mensagens

A CONVERSO DO APSTOLO PAULO

Atos 9: 1-30       Paulo antes de sua conversão era um dos perseguidores da Igreja, inclusive na morte de Estevão por apedrejamento ele estava presente e consentiu com tudo o que aconteceu. Paulo era um homem culto, poliglota, foi discipulado por Gamaliel um homem muito influente na época.

Paulo perseguia a Igreja por ser um religioso, não concordava com aqueles que eram do caminho, a Igreja que pregava que Jesus havia ressuscitado e estava vivo. Então Paulo vai até ao sumo sacerdote e pede cartas para ir até Damasco para prender tanto homens como mulheres que estivessem pregando que Jesus estava vivo.

Seguindo ele estrada fora, ao aproximar-se de Damasco foi surpreendido por uma luz muito forte que brilhou ao seu redor, derrubando-o no chão, ele ouvia uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, porque me persegues? Ele prontamente espantado logo perguntou: Quem és tu Senhor? Aquela luz brilhava nos seus olhos a ponto de Paulo não ver nada, somente ouvir. Jesus respondeu: Eu sou Jesus, a quem tu persegues; E deu instruções para Paulo, disse: Levanta-te entra na cidade, onde te dirão o que te convêm a fazer.

A primeira coisa que Paulo teria que fazer era ir para a cidade, isso porque era na cidade que estava a Igreja, lá estavam os irmãos a quem Paulo perseguia. Agora Paulo, o grande perseguido, o forte opositor da Igreja, está no chão, cego e dependendo dos outros, tem um encontro com Jesus, o cabeça da Igreja; Mas porque Paulo tinha que ir para a cidade? Porque o Senhor tinha um propósito para ele, Jesus falava com Ananias, um dos discípulos da Igreja dizendo: Vai à rua chamada direita na casa de Judas, procura por Saulo apelidado de Tarso, pois ele está orando. Ananias disse: Esse homem é um perseguidor da Igreja e tem causado muitos males aos Santos em Jerusalém. O Senhor lhe disse: Vai porque este é para mim um instrumento escolhido para levar o meu nome aos gentios e reis e também ao povo de Israel.

O Senhor tinha um propósito para Paulo, porém antes de se cumprir disse: Primeiro você tem que ir para a cidade (Igreja) e o Senhor usou Ananias para curar Paulo: Veja a importância da Igreja na vida de uma pessoa, ministra a Palavra de Deus, ensina, discipula, treina, cura, batiza, vincula, dá crescimento, cobertura espiritual, oportunidade de desenvolver ministérios entre tantos outros.

O Senhor trabalhou na vida de Paulo, ele se tornou o grande Apóstolo Paulo, o grande referencial do Evangelho de todos os tempos, biblicamente ele é o segundo, Jesus é o primeiro, ele fundou várias Igrejas, estabeleceu vários líderes, foi apóstolo, missionário, levou a Palavra para muitos lugares no mundo, porém seu ministério começou na pequena Igreja em Damasco, pelas mãos de um homem simples chamado Ananias.

 

Pr. Aristides Alves dos Reis

Imprimir

Alargue suas fronteiras

Escrito por secretaria. Posted in Mensagens

ALARGUE SUAS FRONTEIRAS

1 Crônicas 4: 9-10        “Foi Jabez mais ilustre do que seus irmãos, sua mãe chamou-lhe Jabez, dizendo: Porque com dores o dei a luz. Jabez invocou o Deus de Israel dizendo: Oh! Tomara que me abençoes e me alargue as fronteiras, que seja comigo a tua mão e me preserves do mal, de modo que não me sobrevenha aflição! E Deus lhe concedeu o que lhe tinha pedido.”

Nos primeiros capítulos do livro de Crônicas não vemos nada interessante, a não ser uma lista de genealogia, nome de pessoas, famílias, porém no capítulo quatro encontramos essa fascinante história de Jabez.

A Bíblia narra que Jabez nasceu e sua mãe lhe deu esse nome que significa dor. Dá para imaginar como foi a sua infância, ele passando por algum lugar e alguém dizendo “A dor está chegando, está passando”. A mãe de Jabez era judia, e para os judeus o nome de um filho era como uma profecia; Por exemplo: Abraão, o significado era pai de muitas nações, Isaque significava sorriso, Ismael, aquele que ouve. Jabez recebeu um dos piores nomes “o causador de sofrimento, dor”.

Porém ele não aceitou isso para a sua vida, não se deu por derrotado, não assumiu a condição de inferioridade, não ficou lamentando, chorando. Ele pela oração mudou a sua história, ele buscou aquele que poderia mudar tudo, o mundo traçou uma história para ele, mas ele teve fé, creu que Deus poderia mudar sua vida. A oração de Jabez foi fundamental para sua vitória, ela rompeu no mundo espiritual e surpreendeu a muitos. Ele orou assim: “Oh! Tomara que me abençoes”, ele orou por bênção, que o Senhor o abençoasse, ele não colocou limites para Deus, ele não especificou o tipo de bênção que desejava, ele simplesmente disse: “Oh! Tomara que me abençoes”.

Não se importava com o que as pessoas pensavam a seu respeito, mas entregou tudo ao Senhor. Depois disse: “Que o Senhor me alargue as fronteiras”. Alargar é aumentar consideravelmente, orar para que as fronteiras sejam alargadas é a mesma coisa que orar para uma grande conquista, é pedir por um milagre, nesta oração ele não estava pedindo por mais um espaço na terra, mas ele estava orando por mais oportunidades;
E continuou orando: “Senhor que a tua mão seja comigo”, ele demonstrou que estava totalmente dependendo de Deus, quando você depende de Deus, aí Deus age, opera. A mão de Deus também significa poder, ele estava orando, declarando que precisava do poder de Deus na sua vida, e não do poder dos homens.

Por último ele pede a Deus que o preserve do mal. A Bíblia diz que Deus lhe concedeu o que lhe tinha pedido, Jabez pediu que fosse abençoado e Deus lhe abençoou, pediu que suas fronteiras fossem alargadas e Deus alargou, pediu que a mão de Deus estivesse sobre a sua vida e isso aconteceu, pediu a proteção de Deus e Deus lhe protegeu.

 

Pr. Aristides Alves dos Reis 

Imprimir

Tome posse das tuas promessas

Escrito por secretaria. Posted in Mensagens

TOME POSSE DAS TUAS PROMESSAS

Gênesis 21: 8-21        A exemplo do Senhor Jesus, Israel teve sua experiência no deserto. O deserto é um lugar de morte, de solidão e de fracasso, mas é também um lugar de cura, de tratamento e de aperfeiçoamento de caráter. Moisés teve seu caráter moldado na ocasião em que ficou no deserto por um período de quarenta anos.

Sara esposa de Abraão não concordava com o comportamento de Ismael o filho de Agar e disse: o filho da escrava não será herdeiro com Isaque, meu filho. Insistiu ela para que Abraão rejeitasse Agar e seu filho; O Senhor falou com Abraão, Gênesis 21: 12-13 “Disse porém Deus a Abraão: Não te pareça isso mal por causa do moço e por causa da tua serva; atende a Sara em tudo o que ela te disser; porque por Isaque será chamada a tua descendência. Mas também do filho da serva farei uma grande nação, por ser ele teu descendente".

Foi uma decisão difícil para Abraão, mas ele obedeceu integralmente ao que o Senhor tinha lhe falado, providenciou pão e um odre de água para eles que sairiam errantes pelo deserto de Berseba. Dias depois acabou a água, quando acaba a água é como se tivesse acabado a esperança, Hagar ficou desesperada, colocou o menino debaixo de uma árvore e afastou-se do lugar, a uma certa distância, porque assim dizia: Não verei morrer o menino, e levantou a voz chorando, com certeza ela chorou muito, Hagar estava aceitando a morte do seu filho, não se apegando na Promessa que tinha a respeito de seu filho; Ela olhou para a falta de água.

O diabo sempre irá apontar para a falta, para aquilo que é negativo, para aquilo que não constrói, ele nunca irá mostrar coisas boas. A esperança de Hagar estava naquele odre cheio de água, ela já tinha desistido, já tinha se rendido, já estava aceitando a derrota, mas o Senhor interviu, Gênesis 21: 17 “Deus, porém, ouviu a voz do menino; e o Anjo de Deus chamou do céu a Hagar e lhe disse: Quem tens, Hagar? Não temas, porque Deus ouviu a voz do menino, daí onde está”.

Isso é um sinal de que Deus sempre ouve, Ele ouviu o clamor do menino, e respondeu o seu clamor, Deus sempre ouve a voz dos Seus filhos, está sempre atento para suprir as nossas necessidades. Falou com Hagar, confirmando a sua promessa: “Ergue-te, levanta o rapaz, segura-o pela mão, porque eu falei dele um grande povo” Gênesis 21: 18. Depois Deus abriu os olhos de Hagar e viu ela um poço, encheu de água o odre e deu de beber ao menino, quando ela creu naquilo que Deus lhe falou, aconteceu o milagre.

 

Pr. Aristides Alves dos Reis

Imprimir

Não olhe para o odre vazio

Escrito por secretaria. Posted in Mensagens

NO OLHE PARA O ODRE VAZIO

Mateus 4: 1-11          Jesus foi levado pelo espírito ao deserto, lá Ele foi tentado pelo diabo; O deserto é um lugar de afastamento, de isolamento, um problema, uma situação poderá levar uma pessoa para o deserto.

Quero deixar bem claro que o deserto não é para você, o deserto é um lugar de morte, um lugar de tentação, um lugar frágil, portanto você não pode ficar no deserto.

Foi no deserto que satanás tentou à Jesus, usando a própria Palavra de Deus, como enganador ele tentou enganar à Jesus, ele tentou roubar a Palavra, porém Jesus cheio do Espírito Santo e de sabedoria respondeu à satanás: “Está escrito ao Senhor, somente ao Senhor é que se deve adorar”. Satanás queria ser adorado, queria roubar o que não lhe pertencia, Jesus usou uma arma poderosa, que deve ser usada numa batalha espiritual, a Palavra de Deus.

Ismael era uma promessa, sua mãe com o menino foram enviados para o deserto, aqui o diabo queria roubar a promessa de Ismael. Gênesis 21: 13 “Mas também do filho da serva farei uma grande nação”. Abraão seu pai providenciou um odre de água e pão, ele saiu errante para o deserto, porém acabou a água, quando acabou a água, acabou também a esperança. Isso significa que você não deve olhar para o odre vazio, é simplesmente um objeto qualquer, sem nenhuma utilidade.

Satanás sempre irá apontar para aquilo que está faltando, aquilo que é negativo, as necessidades. Hagar já estava sem esperança, pois achava que seu filho poderia morrer de sede ou de fome no deserto.
Você também tem promessas dadas por Deus e espera que todas elas se cumpram na tua vida, tudo pode faltar para você, o que não pode acabar é a tua fé, o teu crer deve estar vivo dentro de você, não olhe para o odre, mas olhe para a Palavra de Deus, para aquilo que Deus tem para você, o Senhor não irá levá-lo para o deserto, mas irá levá-lo para um lugar de bênção, um lugar de vitória.

Hagar tinha uma promessa, que seu filho seria próspero, seria líder de um povo, de uma nação, mas na primeira dificuldade ela olhou para a falta, ela não creu, se esqueceu da promessa, ela achou que era o fim de tudo. Isso é o que satanás tenta colocar no coração das pessoas: você é um fracassado, você não tem futuro, você não será bem sucedido. Mas Jesus nos fez mais que vencedores.

 

Pr. Aristides Alves dos Reis

Imprimir

Como sair da caverna

Escrito por secretaria. Posted in Mensagens

COMO SAIR DA CAVERNA

1 Reis 19:1-18         Elias estava vivendo no auge de seu ministério, porém, devido a uma situação ele vai a outro extremo, chega ao fundo do poço, por causa de uma ameaça. Jezabel mandou uma mensagem dizendo que o que ele fez com os profetas de baal, assim seria feito com ele.

Isso foi uma estratégia de satanás para oprimir e colocar medo em Elias; Fato esse que o fez desejar a sua própria morte. Sendo que o desejo do inimigo sempre foi de destruir as pessoas, as famílias, as Igrejas, colocar intimidação; Elias ficou abalado por essa ameaça, ficou aflito e fracassado emocionalmente.

1 Reis 19: 3 "Temendo, pois, Elias, levantou-se, e, para salvar a sua vida", ele teve medo, mesmo assim teve força para se levantar; Isso significa que nós não podemos nos entregar, nem nos abater, nem tampouco sermos povo que retrocede, tudo o que tivermos que fazer, faremos em nome do Senhor dos Exércitos, Elias enquanto estava em Deus, estava salvando muitas pessoas, estava operando sinais, prodígios e milagres, mas quando ele foi para debaixo de um pé de zimbro dormir, cansado, aborrecido, enfraquecido e depois foi para dentro de uma caverna, ali ele esqueceu de todo o plano que Deus tinha para ele, ignorou o poder de Deus, esqueceu do Deus todo poderoso, do Deus que tudo pode, do Deus invencível, do Deus dos impossíveis.

Talvez Elias só pensou em si próprio, nos seus problemas, na sua situação, não pensou na dor dos outros, nos problemas dos outros, no Reino de Deus. A maior bênção é você viver de acordo com a vontade de Deus, é você viver para os outros, isso é a experiência do Senhor Jesus, que não viveu para Si, mas Ele viveu pela Igreja. Jesus não se importou com a Sua vida, mas Ele deu a Sua própria vida para que nós fossemos salvos. Se nós não estivermos em Deus, qualquer ameaça maligna trará uma grande desestabilização, um grande efeito em nosso ministério, mas se nós estivermos em Deus, vivendo dentro de Seus princípios, de acordo com a Sua Palavra, aí não será qualquer ameaça que irá nos abalar.

1 Reis 19: 4 Ele foi para o deserto, o deserto é o lugar que nenhum homem deve ir, ainda mais um profeta, porque o deserto é um lugar de morte, de destruição, um lugar isolado. Quem está em Jesus, não está no deserto. Elias tomou uma posição, se levantou, comeu, bebeu, se fortaleceu e disse: Basta, sou melhor do que meus pais que foram derrotados e fracassados. Ele quebrou essa maldição e foi em busca de seu ideal, de sua vocação, saiu da caverna para ser uma bênção nas mãos de Deus, ele creu nas promessas que recebeu.

 

Pr. Aristides Alves dos Reis

Ágape Sede

Facebook